Como gerar o XML da carta de correção no emissor gratuito da sefaz

Você vai aprender como gerar o xml da carta de correção no emissor gratuito do governo, de forma simples e clara. A carta de correção é muito importante para operações em que é preciso corrigir informações na nota.Deixarei abaixo os passos para a emissão e geração do XML da carta de correção usando o sistema gratuito do governo.

 

Como emitir a carta de correção?

De forma bem resumida, a carta de correção no emissor do governo será registrada apenas para notas autorizadas. Neste ponto você precisará identificar qual nota fiscal precisa realizar a correção e seleciona-la.

Para realizar a correção selecione a nota desejada no seu painel de nota e depois clique no botão “Carta de Correção”. 

 

Após isso uma tela para inserir a descrição da correção será aberta. Nela você deverá incluir as informações que deseja corrigir na nota. Veja quais informações você pode corrigir na sua nota fiscal para que não tenha problemas. A descrição deve conter os detalhes do que está alterando.

Exemplo de correção

  • Produto 3 com CFOP incorreto. CFOP correto e 5401
  • Adicionar nas informacoes adicionais de interesse do contribuinte: EMPRESA OPTANTE PELO SIMPLES NACIONAL SEM PERMISSAO DE CREDITO

Importante: A descrição deve ter no mínimo 15 caracteres e no máximo 1000. Não usar acentuação.

 

Enviando e autorizando a CCe

Após ter preenchido os detalhes da correção, será preciso enviar para a SEFAZ e aguardar autorização. O envio é feito clicando no botão “Enviar” da tela de descrição da CCe. Ao enviar o documento, a SEFAZ irá retornar se a correção desejada foi autorizada ou não.

As cartas de correção possuem uma numeração sequencial, que seguem conforme sua empresa vai emitindo carta de correção para a mesma nota fiscal. Segundo o site do governo, a empresa poderá enviar até 20 cartas de correção para uma mesma nota, sempre usando a informação da carta anterior e a complementando.

 

A mensagem de “Evento registrado com sucesso” deverá aparecer para confirmar que os dados foram autorizados no governo do estado. Com este resultado, poderemos passar para a última etapa que seria obter o XML da carta de correção.

 

Exportando XML da CCe

A autorização da CCe nos permitirá exporta-la e envia-la para nosso cliente ou fornecedor. No sistema do governo, basta você selecionar a nota que deseja realizar a exportação e depois clicar no botão “Exportar …”.

 

Ao selecionar exportar, você irá escolher onde salvar seus documentos XML. Neste opção o sistema do governo irá exportar todos os documentos XML que estão associados a nota, tanto da NF-e quanto da Carta de correção.

Salve os arquivos que serão exportados em uma pasta de fácil acesso. Acessaremos estes arquivos para enviar a nosso cliente.

 

Salvando e Enviando XML da CCe

A etapa que antecede o envio do XML é  importante para identificar os arquivos corretos e mante-los salvos. Ao gerar a exportação irão aparecer 2 arquivos na sua pasta, como mostra a imagem abaixo.

O arquivo com a descrição no final do nome “procEventoNFe” será a sua carta de correção em XML.

 

Este arquivo será o autorizado pela SEFAZ que poderá enviar para o seu cliente. Adicionalmente você poderá gerar o PDF da sua carta de correção e também enviar junto.

 


Emissor de Nota Fiscal Fácil e Online

Agora deixo aqui uma dica muito importante para você que deseja usar um emissor que não tenha risco de perder informações, que seja mais fácil de usar e ainda tenha tudo online, sem instalação. O emissor Gosocket permitirá importar os cadastros e informações do sistema do governo, além de muitas outras coisas legais.

Para testa-lo basta cadastrar-se gratuitamente e começar a usa-lo. Recebe ajuda online e tenha todas as suas informações disponíveis sem preocupação.

Comments are closed.